Maioria diz que vida piorou com Bolsonaro, segunda pesquisa DataPoder

Compartilhe

Pesquisa PoderData realizada de 6 a 8 de dezembro de 2021 mostra que 37% dos brasileiros dizem que a vida piorou nos quase 3 anos de governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). Outros 22% dizem que a sua vida melhorou no período, e 37% consideram que está igual.

As taxas variaram dentro da margem de erro de 1,8 ponto percentual da pesquisa em relação a janeiro de 2021, quando a pergunta foi feita pela última vez. Em relação a setembro de 2020, quando Bolsonaro tinha pouco mais de 1 ano e meio de gestão, a taxa dos que dizem ter piorado de vida aumentou 9 pontos; de lá para cá, a dos que relatam melhora caiu 15 pontos.

Em setembro de 2020, quando as taxas eram mais favoráveis ao presidente, Bolsonaro passava por um ciclo de alta popularidade. Na época, mais de 60 milhões de brasileiros recebiam as parcelas do auxílio emergencial de R$ 600. Comparativamente, em novembro de 2021, o governo fez pagamentos de, em média, R$ 224 para 14,5 milhões de famílias pelo programa Auxílio Brasil.

Na 3ª feira (7.dez), o presidente editou uma Medida Provisória para possibilitar que os pagamentos cheguem a R$ 400. Na mesma pesquisa foi perguntado sobre a avaliação do governo,54% avaliam o governo Bolsonaro como ruim ou péssimo, e 22% como ótimo ou bom.

Foram 3.000 entrevistas em 489 municípios das 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 1,8 ponto percentual, para mais ou para menos.

Com informações do Poder360

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.