Ômicron: veja como fabricantes de vacina avaliam impacto ou se preparam para agir contra variante

Compartilhe

Anvisa pede que Pfizer, Butantan, Fiocruz e Janssen apresentem dados sobre eficácia das vacinas contra a nova versão do Sars-Cov-2. Em nota, a Pfizer informou que já começou a avaliar o impacto na variante ômicron na eficácia da vacina. Os resultados ficarão prontos ainda no mês de dezembro.

Na quarta-feira (1°), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitou informações às vacinas autorizadas no país sobre a eficácia e efetividade dos imunizantes contra a nova variante da Covid-19, a ômicron.

Abaixo, veja o que se sabe sobre as declarações dos fabricantes sobre o enfrentamento da ômicron.

Pizer/BionTech

 

Pfizer informou que já começou a avaliar o impacto na variante ômicron na eficácia da vacina. A expectativa da fabricante é que os resultados dos estudos estejam disponíveis ainda no mês dezembro. Só então, a Pfizer irá avaliar se será preciso desenvolver uma nova versão da vacina ou não.

“A Pfizer e Biontech já começaram os estudos do impacto da variante ômicron na eficácia da vacina atualmente distribuída e espera ter resultados já em dezembro. Com isso, avaliará se será preciso desenvolver uma nova versão do imunizante”

 

Segunda a farmacêutica, caso seja necessário desenvolver uma nova vacina, será preciso “6 semanas para o desenvolvimento e cem dias para a produção”.

AstraZeneca

 

A Universidade de Oxford disse na terça-feira (30) que não há evidências de que as vacinas contra o coronavírus não prevenirão doenças graves da variante ômicron, mas acrescentou que está pronta para desenvolver rapidamente uma versão atualizada de sua vacina produzida com a AstraZeneca, caso necessário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como posso te ajudar?