Com show de Lima, Gabriel Santos, Erick e Gabriel Lacerda, Ceará empata com Bragantino nos acréscimos

Em jogo eletrizante, Ceará e Bragantino empataram em 2 a 2 na noite deste domingo, 17, no Castelão, pela 27ª rodada do Brasileirão. Em duelo marcado por falhas individuais e polêmicas de arbitragem, o Vovô saiu atrás no placar, perdia por 2 a 0 e foi buscar a igualdade nos acréscimos, no último lance do confronto, com gol heroico do zagueiro Gabriel Lacerda.

Com o resultado, o Alvinegro ampliou para 11 partidas de invencibilidade como mandante na Série A. O time do Porangabuçu chegou a 31 pontos e manteve a vantagem de três pontos da zona de rebaixamento. Vale lembrar que os cearenses têm dois jogos a menos na competição. Já os paulistas somam 42 pontos e caíram de quarto para quinto lugar, sendo ultrapassado pelo Palmeiras.

O Bragantino abriu o placar com Helinho após se aproveitar de falha infantil do lateral-direito Igor, aos 11 minutos do primeiro tempo. Aos 24 minutos da segunda etapa, os visitantes ampliaram com Alerrandro, que finalizou de fora da área e contou com escorregão do goleiro Richard para estufar as redes. O tento do centroavante rival foi revisado pelo VAR e validado mesmo com a imagem mostrando toque do braço do jogador na bola.

Apesar da desvantagem no placar, a equipe comandada por Tiago Nunes não pareceu se abater em nenhum momento e buscou o jogo ofensivo nos 90 minutos. De tanto pressionar, o Alvinegro diminuiu aos 45 minutos do segundo tempo após finalização de Gabriel Santos, que contou com desvio em Fabrício Bruno para vazar a meta do goleiro Cleiton.

Aos 51 minutos, o zagueiro Gabriel Lacerda, ao melhor estilo centroavante, aproveitou a sobra na entrada da área e finalizou com força no fundo das redes para explodir em festa os 4,5 mil torcedores presentes no Castelão.

O Ceará volta a campo na próxima quarta-feira, 20, para encarar o Palmeiras, no Castelão, enquanto os paulistas visitam o Internacional em Porto Alegre, na quinta, em jogos atrasados da 19ª rodada.

O JOGO

No primeiro tempo, Ceará e Bragantino se alternaram nas ações ofensivas. Os mandantes abriram as finalizações com arremate de Vina para defesa de Cleiton. Martínez respondeu para os visitantes, obrigando Richard a defender.

Em noite inspirada, Erick era bastante acionado pela ponta-direita e levava a melhor contra o lateral-esquerdo Luan Cândido. Em um dos lances, o atacante, que ganhou a primeira oportunidade como titular, tocou entre as pernas do marcador, invadiu a área, mas teve o chute travado.

Vina também seguia participativo na partida e deu outro arremate de fora da área, mas sem tanta força. Foi quando o Bragantino abriu o placar. Erick sofreu uma falta no campo defensivo. Igor cobrou errado, entregando a bola para os jogadores do ataque do Massa Bruta, que rapidamente acionaram a triangulação e balançaram as redes com Helinho.

Poucos mintuos depois, o Ceará teve pênalti marcado após Erick cair dentro da área. Com o auxílio do VAR, o árbitro revisou o lance e viu que o atacante do Alvinegro se jogou e anulou a decisão.

O centroavante Hurtado ainda teve a chance de ampliar de cabeça, mas Richard salvou. O Vovô ficou perto de empatar com Vina, que recebeu de Erick e bateu cruzado para a defesa de Cleiton.

Na segunda etapa, os mandantes voltaram mais agressivo com a entrada de Lima no lugar do inoperante Mendoza. O meia deu passe na medida para Erick finalizar e quase marcar o gol do empate. A bola desviou no zagueiro Natan e bateu na trave.

O Ceará seguia melhor e pressionando o Bragantino, quando sofreu o segundo gol. Os paulistas armaram o contra-ataque rapidamente e ampliaram com Alerrandro, em jogada que o centroavante usou o braço para dominar a bola. O árbitro chegou a ir na cabine do VAR, à beira do gramado, para revisar o lance, mas mesmo assim manteve o tento.

Tiago Nunes foi para o “tudo ou nada” e escalou a equipe de forma bastante ofensiva, colocando os atacantes Gabriel Santos, Rick e Jael. Na pressão, o Vovô diminuiu aos 45 minutos com gol contra de Fabrício Bruno, que desviou para o fundo das redes o chute de Gabriel Santos.

Aos 51 minutos, Rick ganhou a disputa aérea e desviou de cabeça. A bola sobrou para Gabriel Lacerda, que bateu de primeira para marcar o gol de empate do Alvinegro.

Ficha técnica

Ceará x Bragantino

Ceará
4-2-3-1: Richard; Igor (Rick), Messias, Lacerda e Bruno Pacheco (Kelvyn); Marlon (Gabriel Santos) e Fernando Sobral; Erick, Vina e Mendoza (Lima); Cléber (Jael). Téc: Tiago Nunes

Bragantino
4-3-3: Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Natan e Luan Cândido; Jadsom, Emi Martínez (Luciano) e Pedrinho (Gabriel Novaes); Helinho (Cristiano), Hurtado (Alerrandro) e Cuello (Weverson). Téc: Maurício Barbieri

Gols: 11MIN/1T – Helinho; 24MIN/2T – Alerrandro; 45MIN/2T – Gol contra de Fabrício Bruno; 51MIN/2T – Gabriel Lacerda

Data: 16/10/2021
Horário: 18h15min
Local: Castelão-CE
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes-RJ (Fifa)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa-RJ (Fifa) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha-RJ
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda-RJ
Cartões amarelos: Gabriel Lacerda e Bruno Pacheco (CEA); Hurtado, Pedrinho, Jadsom, Martínez, Gabriel Novaes, Cristiano e Luan Cândido (BRA)
Público pagante: 4.573
Renda bruta R$ 113.567,45

Compartilhamentos
  •  
  •  
  •