Galo impiedoso samba no mineirão e goleia Fortaleza por 4×0

OFortaleza não resistiu ao poderio ofensivo do avassalador Atlético-MG e foi goleado por 4 a 0 na noite desta quarta-feira, 20, no Mineirão, em Belo Horizonte, no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil. Os gols da partida foram marcados por Guilherme Arana, Réver, Hulk e Zaracho.

O revés em solo mineiro dificulta a situação do Tricolor para o confronto de volta na disputa por uma vaga na decisão do torneio nacional. A equipe do Pici precisará vencer por cinco gols de diferença para avançar. Em caso de triunfo por quatro gols de diferença, a decisão será nos pênaltis. O embate será na próxima quarta-feira, 27, às 21h30min, na Arena Castelão.

Antes disso, o Leão entra em campo para encarar o Athletico-PR, no próximo sábado, 23, às 19h15min, também no Castelão, pela 28ª rodada da Série A. Com o triunfo do Palmeiras-SP sobre o Ceará, o time vermelho, azul e branco caiu para a quarta posição do Brasileirão, com 45 pontos.

O jogo

Além dos desfalques de Marcelo Benevenuto e Lucas Lima, que já disputaram o torneio por outras equipes, e David, suspenso, o técnico Juan Pablo Vojvoda ainda perdeu o lateral-direito e zagueiro Tinga, que sofreu lesão na coxa esquerda e foi vetado. Daniel Guedes e Matheus Jussa entraram na defesa, enquanto Romarinho e Robson formaram a dupla de ataque.

Apesar das baixas, o Fortaleza mostrou postura ofensiva nos primeiros movimentos da partida. Logo aos 27 segundos, Matheus Vargas arriscou chute rasteiro da entrada da área para defesa de Everson. Pouco depois, Yago Pikachu cruzou da direita, Vargas escorou e Felipe encheu o pé à direita da meta mandante.

A partir daí, o duelo ficou mais equilibrado, e o Galo assumiu as rédeas com apoio da torcida. Aos seis minutos, Arana fez jogada individual na esquerda, cruzou, a bola atravessou e sobrou para Guga, que emendou de primeira por cima do gol. Cinco minutos depois, Réver fez lançamento para Zaracho, que dominou livre na direita e finalizou firme no canto esquerdo, obrigando Felipe Alves a se esticar para espalmar para escanteio.

Aos 12, Nacho Fernández cobrou escanteio fechado, Keno se antecipou à marcação na primeira trave e cabeceou, mas Lucas Crispim salvou quase em cima da linha. Aos 18 minutos, porém, o Galo abriu a contagem: Hulk cobrou falta da entrada da área, Titi cortou, Guilherme Arana ficou com a sobra e acertou belo chute – com desvio em Pikachu – para acertar o ângulo de Felipe Alves.

Sete minutos depois, Keno bateu escanteio fechado da esquerda, Réver subiu mais do que a marcação, cabeceou cruzado e Felipe Alves não conseguiu defender para evitar o segundo gol. Keno e Jair experimentaram também, mas foi Hulk quem marcou o terceiro: aos 41, Keno deu drible da vaca em Titi, lançou Zaracho na ponta direita, e o argentino cruzou na medida para o camisa 7 cabecear firme e fazer 3 a 0.

Na volta para o segundo tempo, Vojvoda colocou Ronald e Ángelo Henríquez para tentar dar nova cara ao Fortaleza, mas o Atlético-MG logo garantiu a goleada: ainda no primeiro minuto, Arana cobrou falta cruzada para a área, Felipe Alves cortou para a entrada da área e Zaracho aproveitou o rebote para bater por cobertura e anotar o quarto gol da noite no Mineirão.

Mesmo com a vantagem elástica, o Galo não diminuiu o ímpeto e continuou com maior presença ofensiva, enquanto o Tricolor tinha dificuldade para trocar passes e construir jogadas. Aos 12 minutos, Hulk partiu em velocidade com a bola da intermediária e tocou para Keno, que dominou na ponta esquerda, limpou a marcação e bateu colocado com perigo à esquerda de Felipe Alves.

O Tricolor passou a ter mais a posse de bola na intermediária, mas sem levar perigo no ataque. Os mineiros, por sua vez, tentavam aproveitar as brechas para marcar presença ofensiva. Aos 27, Keno roubou a bola de Titi na entrada da área e finalizou, mas Felipe Alves fez a defesa. Éderson arriscou duas vezes, aos 33 e 35, e mandou para fora e depois parou em Everson.

Com o placar elástico, o Atlético-MG segurou as investidas do Leão e administrou o resultado até os minutos finais no Mineirão para assegurar o triunfo e encaminhar a classificação para a final da Copa do Brasil.

Compartilhamentos
  •  
  •  
  •