Pires Ferreira sofre operação do MP denominada de: Continuum

O MP do Ceará, por meio da Promotoria de Justiça de Ipu, deflagrou, na manhã desta quinta-feira (13/06), no município de Pires Ferreira, a “Operação Continuum”, que apura supostas irregularidades no contrato de limpeza pública da cidade. A ação resultou no afastamento do secretário municipal de Infraestrutura por 180 dias, bem como na suspensão do contrato de limpeza pelo mesmo período. A operação contou com o apoio de promotores de Justiça e da Polícia Civil, por intermédio do Departamento de Operações Técnica (DTO).

A contratação da empresa investigada, pelo município de Pires Ferreira, começou no ano de 2010, com valores pagos superiores a R$13 milhões até a presente data. As investigações do MP do Ceará apontam que houve fraudes em licitações, inexecução contratual e sobrepreço para a execução do serviço de limpeza pública na cidade, além do crime de peculato. Com a suspensão do contrato vigente, suspeito de irregularidades, cabe à Prefeitura adotar as providências para que o serviço de limpeza não seja paralisado na cidade.

Compartilhamentos